RSS 

 

Programa de Educação Patrimonial do Governo do Pará
Notícias - Acre
Qua, 18 de Abril de 2012 09:14

O DPHAC/ SECULT, através de seu Programa de Educação Patrimonial, inaugurou, no mês de março, o Projeto Diálogos com o Patrimônio: Valorizando Memórias e Construindo a Cidadania Cultural, que objetiva realizar um evento de periodicidade mensal, estabelecer diálogo comdiversos segmentos da sociedade, como recurso de aproximação deste público junto ao DPHAC para desenvolvimento de estratégias, abordagens e reflexões sobre a realidade paraense.

De abrangência para Belém e municípios do PAC das Cidades Históricas indiretamente (Santarém, Belterra, Aveiro, Óbidos, Vigia, Afuá, Cametá, Bragança, na forma de convidados para a programação em Belém), acontecerá toda última semana do mês, no Museu Histórico do Pará, sendo que cada mês um tema de interesse para o patrimônio entra em pauta, com diferentes convidados de instituições parceiras, da sociedade civil, dialogando com um técnico do DPHAC, seguido de abertura aos debates com os presentes.

Público-alvo
Instituições de Governo, Instituições de Ensino e Instituições de Pesquisa, Secretarias Municipais de Educação, Cultura, Turismo e Meio Ambiente, moradores e trabalhadores de centros históricos, agentes de cultura, e representantes da sociedade civil organizada interessados em patrimônio cultural.

Para o mês de abril, o tema será
"Novas Dimensões da Educação Patrimonial: Experiências Amazônicas".
Dia 23/04, no horário de 15 às 17h
Local: Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP) - Palácio Lauro Sodré, Pça. D. Pedro II, s/n, Cidade Velha

Expositores:

Sabrina Campos Costa, bacharel em Turismo e Gestora Empresarial, é MBA em Planejamento e Marketing Turístico e Especialista em Arqueologia, tendo atuando com web jornalismo turístico, consultoria empresarial, planejamento e infra-estrutura turística. É docente da Especialização em Patrimônio Cultural e Educação Patrimonial da FIBRA e técnica em gestão cultural do Departamento de Patrimônio Artístico e Cultural da SECULT. Pesquisa sobre turismo arqueológico, cinema como marketing turístico, turismo cultural e educação patrimonial.

Lílian Panachuk formou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais em 2004, atuando, desde 1997 na pesquisa sobre arqueologia brasileira em colaboração com a equipe do Setor de Arqueologia do Museu de História Natural e Jardim Botânico. Iniciou sua participação na Scientia Consultoria Científica, no âmbito do licenciamento ambiental, em 2005; e em 2007 inicia suas pesquisas na Amazônia. Em 2012 obteve a titulação de mestre em arqueologia no Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo com pesquisa sobre o licenciamento ambiental na Amazônia e seus desdobramentos aplicados à educação patrimonial.

Zenaide Pereira de Paiva possui graduação em Educação Artística - Habilitação Desenho, e Especialização em Teorias, Políticas e Práticas Curriculares. Atuou como coordenadora/educadora do Programa de Educação Patrimonial nos projetos Salobo, realizado no município de Parauapebas, Bauxita de Paragominas/PA, realizado nos municípios de Abaetetuba e Moju, e Serra do Sossego, realizado em Canaã dos Carajá,s pelo Museu Paraense Emílio Goeldi. É Técnica em Gestão Cultural - Coordenadora de Educação e Extensão, do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria de Estado de Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de arte, educação patrimonial.

Michel Pinho é formado em História pela UFPa. Começou a fotografar nas oficinas da Fotoativa. Participou do Salão Arte Pará como convidado, ganhou prêmio do Estado no Salão da Vida, foi contemplado pela Bolsa de Pesquisa e Criação Artística do IAP (Instituto de Arte do Estado do Pará) com o projeto Murografia. Participou de coletivas na França, Bélgica. Suas obras estão nos acervos da Fundação Tancredo Neves em Belém e Foto-arte de Brasília. Em 2007 teve seu vídeoarte PAI foi exibido no festival Guarnicê. Entre 2006 e 2011, fez parte da diretoria da Associação Fotoativa como secretario executivo, vice presidente e presidente. Desenvolveu e coordenou jornadas fotográficas, cursos, criou editais de incentivos a áudio visuais e planejou e executou o projeto “Ver-te Belém Histórica”, projeto premiado pelo edital do Ministério da Cultura. Na sua gestão a Associação fotoativa executou duas versões consecutivas do projeto Pontos de Cultura do governo federal, a convite do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico Nacional. É mestrando em Arte e cultura na Unama (Universidade da Amazônia).

Janice Lima é graduada em Física pela Universidade Federal do Ceará, Especialista em Inter Relações Arte Escola pela Universidade Federal do Pará e Mestre em Educação Políticas Públicas pela Universidade Federal do Pará. É coordenadora, professora e pesquisadora do curso de Artes Visuais e Tecnologia da Imagem da Unama. Vem elaborando e coordenando programas de educação patrimonial no Museu Paraense Emílio Goeldi desde 2002 vinculados a projetos de prospecção e salvamento arqueológico no Pará.

 

Leia a Edição Atual

amazonia 43.png